18/08/2014

Os segredos para vencer a flacidez!

Oi gente! Tudo bem?
Boa parte da população MUNDIAL sofre com um problema chamado
flacidez. O troço é tão ruim que até o nome é feio… Alguns casos por causa da
idade, outros por emagrecimento, gravidez… Independente do motivo, flacidez
nem sempre é bem vista.

Ninguém está livre desse problema, nem as famosas. Afinal,
elas são gente como a gente…
Foto tirada do google – Legenda por Daniele Sousa
Foto tirada do google – Legenda por Daniele Sousa
Foto tirada do google – Legenda por Daniele Sousa
Foto tirada do google – Legenda por Daniele Sousa
Foto tirada do google – Legenda por Daniele Sousa
 Viu filha? Fica triste não. Somos todas iguais, todas passam
por isso. Até você e eu. ;P
Mas você veio aqui ver os segredos para vencer a flacidez, e
não para se consolar e continuar com esse problema. Agora vão as dicas que você
precisa saber para cortar o mal pela raiz…
Exercícios físicos:


Exercícios físicos de qualquer tipo podem ser a solução. Digo isso por experiência própria. Senti uma melhora incrível depois que comecei a fazer musculação mas aí eu parei de malhar, a vida de sedentária voltou… deixa em off!! Exercícios causam o crescimento dos músculos. Com isso a camada de gordura que está em cima do músculo fica mais segura, e consequentemente isso acontece com a pele. #partiuacademia #treinopesado #umdiaeutomovergonhanacaraevolto


Boa alimentação:



Uma alimentação rica em fibras é muito importante para a saúde dos músculos. Sobre a quantidade correta proteína por dia, eu não sei. Li em alguns ligares que o indicado é de pelo menos 0,8 gramas por quilo. Mas um profissional de educação física me disse que isso varia muito se a pessoa pratica atividades físicas, a rotina de treinos, a intensidade… Então o indicado é procurar um nutricionista que vai te passar uma dieta em cima da sua rotina e em cima das suas necessidades.

Cremes e cosméticos:


Eu achava que esses produtos ajudavam apenas a disfarçar o problema momentaneamente. Como maquiagem. Mas existem alguns que ajudam na produção de fibra de colágeno e elastina. Nunca usei, mas 2 amigas minhas experimentaram um creme anticelulite da dermage, e tiveram resultados notáveis impressionantes. De qualquer forma, além do uso da loção, elas faziam pilates, ou seja, atividade física com certeza ajudou no resultado.

Tratamentos estéticos:

Hoje em dia existem muitas opções de tratamentos estéticos
para combater a flacidez. Tem para todos os gostos e bolsos… Ultrassom,
radiofrequência, infravermelho, laser, drenagem linfática… Podem dar bons
efeitos em 10 sessões (dependendo do grau da flacidez). Você pode conseguir um
resultado mais rápidos, porém, que se não forem mantidos, podem voltar. 
Resumão: Existem várias formas de diminuir ou acabar com a
flacidez. Mas se você manter hábitos saudáveis, provavelmente terá resultados
melhores. Claro que hábitos não se mudam assim, da noite para o dia. Eu por exemplo,
hoje, dentre as opções acima, só estou tentando levar uma alimentação mais
saudável. Do resto, são metas que eu vou alcançando aos poucos. Quando eu
chegar lá eu aviso! 😀 De qualquer forma, estética não é a minha única preocupação. 

Veja outros posts sobre:


13/06/2014

Sabonete dermatológico Effaclar da La Roche-Posay

Oi gente, tudo bem?
Hoje eu vou dar uma super dica de sabonete para limpeza facial, que inclusive é o que eu estou usando no momento! O Effaclar da La Roche-Posay.

Eu já falei em trilhões de posts que a minha pele é hiper oleosa (não tem nem comparação). E para controlar a oleosidade eu usava o sabonete em barra da linha Secatriz da Dermage. Ele é maravilhoso, faz uma limpeza braba na pele e tira toda a oleosidade!

Só que, como eu estou fazendo tratamento dermatológico com antibiótico e ácido salicílico, e o tempo também está bem frio, o resultado é que a minha pele esteja oleosa (porém bem menos que o normal) e sensível. Ou seja, quando eu uso o Secatriz, além da minha pele ficar um pouco mais sensível, ela também fica descamando (como se estivesse ressecada).

Na minha última consulta, a minha dermatologista me passou o Effaclar para peles muito oleosas. Mas como eu estou passando por essa fase de sensibilidade, dessa vez eu comprei o para peles oleosas e sensíveis.

O que diz o fabricante: 

Effaclar limpa a pele suavemente e efetivamente, minimizando a sensação de desconforto. Não contém perfume. Sua base vegetal é enriquecida com Pidolato de Zinco, que limpa profundamente a pele, elimina a oleosidade excessiva e reduz o brilho.

O que eu achei: 
♥ Senti a minha pele limpa assim que tirei o sabonete do rosto. A oleosidade ficou controlada, mas não quanto eu gosto, e não por muito tempo (resumindo, não tanto quanto o Secatriz deixa), porém, eu não senti a pele repuxando e nem com a sensação de pele ressecada. 

♥ Como a minha pele é muito oleosa, sei que se eu usasse no verão, não conseguiria  segurar a oleosidade por muito tempo. Mas como o tempo está frio, sinto a minha pele lisa, macia, sequinha, e com uma sensação de hidratação incrível que eu não sinto com o Secatriz no verão.

♥ Ele realmente não tem cheiro, na verdade tem um cheiro bem leve, mas que parece ser dos ingredientes da fórmula, e não de essências.

♥ Logo na primeira vez que usei, senti um grande alívio na ardência, na queimação e na vermelhidão que ficavam em algumas áreas do meu rosto por causa da sensibilidade. Não sei se existe algo nele que acalme a pele, ou se ele realmente é mais “neutro” (não sei se essa é a palavra correta) e por isso não deixe a minha pele sensível.

♥ Não gostei da espuma que ele faz. Sei lá, fica como uma pasta branca, mas não tem muitas bolhas. Para mim não faz tanta diferença, já que eu vou tirar logo, mas é bem gostoso passar aquele monte de espuma no rosto né?!

♥ A diferença foi notável no toque, e os poros diminuíram bastante na minha opinião, depois de algumas horas eles aumentam de novo (problema de pele oleosa), mas é gostoso de ver.

Eu amei o produto e pretendo usá-lo durante todo o inverno. Porém, não vou nem passar perto dele no verão, já que eu sei que não vai dar conta da minha oleosidade (que é excessiva).
Como para mim a oleosidade é o ponto principal, e ele deixaria a desejar um pouco em alguns momentos, de 0 a 5 eu dou 4 pra ele!! Mesmo tendo suavizado de mais a minha sensibilidade!!

E então meninas? O que acharam? Alguém já usou? Alguém gostou? Já teve alguma experiência com ele? Quero ouvir vocês!! 😀

Veja outros posts sobre:


21/05/2014

Qual é o seu tipo de pele?

Oi gente!
Pode parecer que o post de hoje é meio desnecessário, mas acredite, NÃO É! Existe muita gente que não sabe realmente qual é o seu tipo de pele (oleosa, seca, mista, sensível…), e por isso fica difícil cuidar da pele. Claro, como você vai cuidar de um problema que você não sabe de fato o que é??!! Neh?!!

Pois bem gata, no post de hoje eu vou explicar para vocês a diferença entre esses tipos de pele, vou te ajudar a descobrir qual é o seu, dar dicas de tratamentos e falar as causas. E se mesmo assim, você ainda não souber qual é o tipo da sua pele, tem um super, hiper, mega, blaster teste para finalmente descobrir qual é o tipo dessa sua bendita pele… HOJE você vai saber!! Fica tranquila… kkkkkkkk

Pele seca:

Descrição:
A pele seca tende a ficar repuxando, principalmente após o uso de sabonetes inapropriados e banho com água muito quente. Pode descamar ou ficar irritada, nesse caso é necessário consultar um dermatologista para seguir o tratamento para peles secas.

Causa:
A pele pode ficar seca por diversos motivos. Uso de produtos errados, beber pouca água, exposição a lugares muito secos… entre outros.

Tratamento:
O tratamento para esse tipo de pele requer o uso de produtos hidratantes, livres de alcool e que não favoreçam o aparecimento de acne. Os dermatologistas recomendam não lavar a pele seca mais que duas vezes ao dia (como a pele do meu corpo é seca, minha dermatologista recomendou tomar apenas 1 banho por dia). Sabonetes faciais líquidos hidratantes, assim como cremes para peles secas ajuda a melhorar os incômodos e a aparência da pele.

Mini teste:
Ao acordar pela manhã, limpe o rosto com um lenço limpo e seco. Se você sente a sua pele seca, como se estivesse esticada ou presa, com pouca elasticidade, e ao passar o lenço na pele ele fica seco, o mais certo é que a sua pele seja seca.

Pele Normal:



Descrição:
Com certeza essa pele é a mais equilibrada. Nem oleosa de mais, nem seca de mais. Esse tipo de pele tem uma textura fina e uma superfície suave macia e bem flexível. Os poros são bem pequenos e mal se notam. Brilhosa naturalmente, sem gordura, esse tipo de pele reflete saúde. Nesse caso é necessário consultar um dermatologista para seguir o tratamento para peles normais.

Causa:
Fator genético, uso de produtos corretos e beber muita água.

Tratamento:
A pele normal é a que precisa de cuidados apenas para manter-se normal. Devido à sua tendência a tornar-se seca, é bom evitar produtos que favoreçam o ressecamento. Assim como sabonetes para peles oleosas, fazer exfoliação exagerada… O ideal é usar produtos para peles normais a secas.

Mini teste:
Ao acordar pela manhã, passe um lenço limpo e seco. Se notar que o lenço não ficou com óleo e sua sensação é da pele flexível, vibrante, fresca e elástica, o mais certo é que a sua pele seja normal. Garota de sorte!

Pele Mista:

Descrição:
Esse é um dos tipos de pele mais comuns entre as brasileiras. É composta por grande oleosidade na zona T (testa, nariz e queixo), onde os poros são naturalmente mais dilatados, e ressecamento ou pele normal nas laterais do rosto. Nesse caso é necessário consultar um dermatologista para seguir o tratamento para peles mistas.

Causas:
Uso de produtos indevidos, clima, genética, falta de limpeza e hidratação, banhos muito quentes e produtos com muito álcool.

Tratamento:
Como essa pele tende a ser oleosa, recomenda-se o uso de produtos para peles mistas ou oleosas. Loções de limpeza no rosto todo, principalmente na região do nariz, testa e queixo (onde tem mais oleosidade), e hidratantes para peles mistas ou oleosas no restante do rosto (onde tende ser mais seco). Em dias mais frios, pode passar hidratante para peles mistas ou oleosas na zona T também, caso sinta a pele repuxando nessa área.

Mini teste:
Ao acordar pela manhã, passe um lenço limpo e seco no rosto. Se notar que o lenço ficou transparente pela oleosidade liberada apenas na zona T, o mais certo é que a sua pele seja mista.

Pele oleosa:

Descrição:
Esse tipo de pele é o que produz maior quantidade de óleo (o nome já é sugestivo). Apresenta poros dilatados, bem maiores do que os outros tipos de pele e com maior probabilidade de aparecerem espinhas e cravinhos, o que se revela num dos maiores problemas deste tipo de pele. Com aspecto gorduroso e brilhante que se vê em muitas pessoas. Nesse caso é necessário consultar um dermatologista para seguir o tratamento para peles oleosas.

Causa:
Genética, uso de produtos inapropriados e principalmente o clima. Como vivemos em um país tropical, onde na maior parte do ano os dias são quentes, a nossa pele tende a liberar mais óleo, e assim, sendo oleosa.

Tratamento:
É recomendado usar produtos para pele oleosa, hidratantes em forma de gel (os cremes são mais hidratantes e os em gel são mais sequinhos), fazer limpeza de pele com produtos apropriados pelo menos 2 vezes ao dia (e não mais que 3) e de preferência usando água fria.

Mini teste:
Ao acordar pela manhã, passe um lenço limpo e seco no rosto. Se perceber que o lenço ficou molhadinho tanto na parte em que passou na zona T, quanto nas laterais do rosto (bochechas), o mais certo é que sua pele seja oleosa.

Pele sensível:

Descrição:
É um dos tipos de pele mais frágeis. Fica irritada, avermelhada e inflamada muito facilmente. É normal haver coceira, manchas, ardência e descamação. Com textura fina, delicada e bastante sensível ao uso de cosméticos, assim como pincéis para maquiagem com as cerdas não tão macias, bem como às alterações do clima. A pele sensível é talvez um dos tipos de pele mais problemáticos e como tal exige cuidados especiais. Nesse caso é necessário consultar um dermatologista para seguir o tratamento para peles sensíveis.

Causa:
Uso de produtos inapropriados, genética, uso de certos medicamentos, alergias, estresse, disfunção hormonal, meio ambiente (frio, poluição…), tratamentos dermatológicos com uso de ácidos e antibióticos, assim como estilo de vida (álcool, cigarro, dieta desequilibrada…)

Tratamento:
Não exagerar nem na limpeza, nem na hidratação. Utilizar um sabonete hidratante e produtos cosméticos específicos para pele sensível.

Mini teste:
Quando se expõe ao sol (mesmo que não forte) sente ardência ou queimação, se você tem algumas áreas da pele que tendem a ficar avermelhadas ou com descamação, coceiras, irritação… é mais certo que você tenha a pele sensível.

Vai, pode falar… “Dani, você é maravilhosa, obrigada pela ajuda!!!”… kkkkkkkk
Mas se mesmo assim você ainda não descobriu ao certo qual é o seu tipo de pele, ou se você descobriu mas quer ter mais certeza quanto a isso, recomendo fazer um teste para descobrir o seu tipo de pele.

Esse teste foi elaborado pela Dra. Érica Monteiro e é baseado no questionário de 64 perguntas desenvolvido pela Dra. Leslie Baumann para classificar os 16 tipos de pele.
ATENÇÃO: esse teste avaliará a tendência da sua pele, para obter o resultado com maior precisão é necessário responder o questionário completo e para o tratamento da sua pele, recomendamos seguir as orientações do seu médico dermatologista.

Veja outros posts sobre:


Página 1 de 41234

Web designer e webmaster por profissão, blogueira por coração. Carioca, baixinha, risonha e friorenta. É apaixonada por café, comida boa, cosméticos, maquiagem e beleza. Se sente bem com coisas bobas e costuma rir do nada. Faz piadas de si mesma, não entende suas doideiras, assume seus tropeços mas não perde o rebolado. Noiva do Bruno não para de falar em casamento. Ela é gente boa!



ANUNCIE NO BLOG







Eu Sou do CBBlogers

Copyright © | Chá de Cadeira | 2015 - Design e programação criados por Daniele Sousa